MSP Medicina e Segurança do Trabalho (16) 3721-3535 [email protected]

FATOR ACIDENTÁRIO DE PREVENÇÃO - FAP

É o Fator Acidentário de Prevenção que afere o desempenho da empresa, dentro da respectiva atividade econômica, relativamente aos acidentes de trabalho ocorridos num determinado período. O FAP consiste num multiplicador variável num intervalo contínuo de cinco décimos (0,5000) a dois inteiros (2,0000), aplicado com quatro casas decimais sobre a alíquota RAT.

De acordo, a Resolução MPS/CNPS nº 1.316, de 31 de maio de 2010 do Ministério da Previdência Social – MPS, o Fator Acidentário de Prevenção – FAP trata-se de um multiplicador sobre a alíquota de 1%, 2% ou 3% correspondente ao enquadramento da empresa segundo a Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE preponderante, nos termos do Anexo V do Regulamento da Previdência Social – RPS, aprovado pelo Decreto nº 3.048, de 6 de maio de 1999. Esse multiplicador deve variar em um intervalo fechado contínuo de 0,5 a 2,0.

Basicamente, o FAP – Fator Acidentário de Prevenção trata-se de um instrumento do Ministério da Previdência Social que estabelece um determinado valor numérico, correspondente ao intervalo fechado contínuo de 0,5 a 2,0 multiplicado pelo seguro acidente de trabalho (1%, 2% ou 3%), referente ao risco da atividade principal da empresa ou instituição.

Conforme, a Resolução MPS/CNPS nº 1.316, de 31 de maio de 2010 do Ministério da Previdência Social – MPS, o Fator Acidentário de Prevenção – FAP tem como objetivo incentivar a melhoria das condições de trabalho e da saúde do trabalhador estimulando as empresas a implementarem políticas mais efetivas de saúde e segurança no trabalho para reduzir a acidentalidade.

FAP na Segurança do Trabalho

No âmbito da segurança do trabalho, a implantação do Fator Acidentário de Prevenção – FAP possibilitou às empresas averiguarem a eficiência e a aplicação dos seus programas de segurança e saúde ocupacional, tais como: PPRA, PGR, PCMAT, PCMSO, PPRPS, etc. Assim como, constatar o desempenho das suas comissões internas de segurança e saúde no trabalho, tais como: CIPA, SESMT, CIPAMIN, etc.

Desde quando o FAP é obrigatório?

O FAP surgiu no sistema legislativo brasileiro em 08 de maio de 2003, através da lei nº 10.666, de 08 de maio de 2003, que dispõe sobre a concessão da aposentadoria especial ao cooperado de cooperativa de trabalho ou de produção e dá outras providências. Atualmente, o FAP – Fator Acidentário de Prevenção está regulamentado pelo Decreto nº 3.048, de 6 de maio de 1999 (Aprova o Regulamento da Previdência Social), atualizado pelo Decreto nº 7.331, de 31 de maio de 2010.


Outros Serviços

ENTRE EM CONTATO

MSP Medicina e Segurança do Trabalho Ltda.
CNPJ: 08.232.721/0001-39
Rua Floriano Peixoto 1734 - Centro - Franca/SP
(16) 3721-3535 / (16) 99986-1768
Segunda à sexta-feira das 07h30 às 17h30, sábado e domingo fechado.